sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

a vida é breve...

eu tive um sonho, um sonho que era eu e tu, éramos Nós outra vez...
um sonho, mais que sonho, a união de duas almas.
eu queria que fosse real, mas para voltar a existir, teriam de haver as duas almas vivas.
tal não acontece, o minha ainda da por nós, pois sentimentos não se apagam.
não devemos abdicar da nossa vida... é verdade, mas devemos sempre complementa-la com algo mais, os amigos verdadeiros nunca se vão embora.
mas se deixamos para viver depois, mais tarde podemos apenas encontrar o arrependimento...
arrependimento de ter de ir antes de tudo se ter feito, de não ter criado momentos e memórias, de não ter vivido...
e quem não vive... é porque está "morto".
Arquimedes disse "da-me um ponto de apoio e eu movo o mundo"  eu estou vivo... mas o meu amigo morreu, já não podemos mais ser os "irmãos" que escolhemos ser.
Mover o mundo é lembrar que é tempo de viver a vida é breve...

abraço amigo, abraço "irmão", o primeiro copo vai ser sempre para ti!